sábado, 24 de julho de 2010

Pesquisa sobre o Ramo Escoteiro

Fizemos uma pesquisa com 150 Escotista do Ramo Escoteiro durante o VIII Acampamento Regional de Tropas Escoteiras.

O objetivo foi de conhecer mais de perto a opinião dos nossos chefes, para que sirva de base para ações mais concretas de apoio aos Escotistas.

Estamos apresentando aqui os resultados que foram muito interessantes.



Qual o gênero?
















Sobre a Formação dos Escotistas e Permanência no Ramo.
















Quais as dificuldades encontradas pelos chefes para participar de Cursos?
















Seu grupo usa Uniforme ou Traje?

















Qual as atividades mais realizadas em seu grupo, por área de desenvolvimento?
















Qual a sua religião?
















Sua tropa aplica Ciclo de Programa?
















Quais são as dificuldades?
















Ações sugeridas pelos chefes:

• Material disponível na Internet.
• Exemplos práticos da aplicação e avaliação do programa.
• Mapa de objetivos tanto para os chefes, quanto o quadro esclarecendo o programa e exemplificando aplicação prática.
• Criando um canal fácil de informação.

• Ajuda com material prático.

• Fornecendo mais materiais didáticos, cursos mais baratos e acessíveis.
• Deixando regras mais claras - material de apoio - mais oficinas específicas.

• Dando a possibilidade de aplicar mais oficinas teóricas e práticas para serem aplicadas na tropa escoteira.

• Orientações on-line.
• Dicas para dificuldades em comum com outros chefes.

5 comentários:

Mônica Beatriz disse...

Estava no ARTE e ñ me convidaram para participar da pesquisa.......mais achei muito esclarecedora e importante. Parabéns!

ricardo wolf pereira disse...

as ações sugeridas pelos chefes são otimas e coerentes , mais sobre "Exemplos práticos da aplicação e avaliação do programa." está avaliação teria que ser tanto tropa quanto individual, e pelo que sei o programa não nos foi apresentado completo, grato é parabens pela iniciativa. SAPS....

Francisco Costa disse...

Estamos Preocupado seu usamos uniforme ou traje quando o mais importante é saber se o programa escoteiro é aplicado ou não, pois não é a roupa que vai crescer o movimento

Anônimo disse...

Francisco, acho que a pesquisa serve para termos uma amostragem de "quem somos". Falar sobre Uniforme e traje pode não ser o mais importante, mas faz parte de nosso dia a dia.
O que mais me preocupou foi 23% dos escotistas acharem que uma das Dificuldades é a "Motivação dos Jovens", se nem isso conseguimos fazer, acho que qualquer programa fica inaplicavél. SA!

Nemo de Souza disse...

Parabéns pela iniciativa. É de baixo para cima que a UEB deve orientar suas ações, e não o contrário, com as soluções mágicas e com "agora vai".

Parabéns, mesmo!!!

Postar um comentário